LINHAÇA E SEUS BENEFÍCIOS

Considerado um alimento funcional, a Linhaça é um rica em ácidos graxos poliinsaturados, isto é, rico em gorduras boas, como os ômegas 3 e 6; também apresenta elevadas quantidades de fibras, além de proteínas e compostos fenólicos.  O ômega 3 chega a representar até 60% de todo óleo contido na linhaça, sendo três vezes superior ao teor de ômega-6, chegando a ser cinco vezes mais abundante do que a quatidade presente em nozes e no óleo de canola.

É importante lembrar que ácidos graxos do tipo ômega 3 e 6 são considerados essenciais, uma vez que o organismo humano não consegue sintetizá-los, ou seja, é incapaz de os produzir, sendo necessário os ingerir a partir da alimentação. 

Espécies de linhaça 


Existem duas espécies de linhaça para consumo humano, uma delas a marrom, a outra dourada. A sua coloração varia de acordo com a quantidade de pigmentos do revestimento externo da semente, que por sua vez é determinada por fatores genéticos e ambientais. A linhaça marrom é bastante cultivada no Brasil, enquanto a dourada é originária do Canadá, que por ser cultivada em regiões muito frias o uso de agrotóxicos torna-se menos necessário, portanto a linhaça dourada é cultivada de forma orgânica. 


Efeitos protetores da linhaça para a saúde 


As sementes de linhaça são excelentes para auxiliar na prevenção e tratamento de várias doenças como diabetes tipo 2, doenças no fígado, hipertensão arterial, artrite reumatóide, na redução do desenvolvimento de doenças cardiovasculares, aterosclerose e prevenção de certos tipos de câncer e também no tratamento da obesidade, contribuindo para o emagrecimento, pelo seu efeito de promover saciedade por mais tempo do que alimentos pobres em fibras. 

A semente de linhaça possui um precursor de liganana chamado secoisolariciresinol diglicosídio, que ao ser ingerido, acaba por ser fermentado pelas bactérias presentes no cólon, que se converte em lignanas mamíferas enterodiol e enterolactona, estas por sua vez são tipos de compostos fenólicos que se comportam como um fitoestrógeno, sendo um potente antioxidante e o seu consumo está associado a redução do aparecimento de câncer de mama, endométrio e de próstata. Além desta propriedade a linhaça ainda contém alfa-tocoferol (vitamina E) que também possui importante ação protetora para as células contra o estresse oxidativo. 


Sementes, óleo ou farinha, o que é melhor?


Você pode utilizar todas as formas, o que ficar melhor para você. Só lembre-se que quando ingerir o óleo ou o óleo encapsulado, estará deixando de lado as fibras presentes na semente. Você deve saber também que a semente da linhaça por ser muito pequena acaba por deslizar no momento da mastigação e acaba por ser engolida inteira e como esta semente contém uma parede celular rígida acaba não sendo bem digerida, fazendo com que não seja aproveitada em sua totalidade, por isso, é interessante que você coloque as sementes conforme for consumir em um triturador, liquidificador e as triture, formando uma farinha, desta forma terá um melhor aproveitamento de seus nutrientes.

Opte por comprar a semente em si e fazer a farinha em casa. Lembrando, se quiser fazer maior quantidade da farinha, conserve em geladeira pode ser em embalagem escura, para que nem a luz, nem o oxigênio rancifiquem o seu precioso óleo. Quando optar por comprar a farinha pronta, esta servirá mais como fonte de fibras do que propriamente do óleo, pois depende muito da conservação do mesmo.

Quanto consumir e como consumir de linhaça?


Por ser bastante versátil você pode incorporar as sementes ou a farinha em saldas de frutas, granolas e saladas e iogurtes, também pode ser batida junto com shakes e vitaminas. Há quem prefira deixar as sementes de molho em um copo com água a noite e utilizar pela manhã, desta forma as sementes estarão hidratadas e gelificadas. A farinha também pode ser utilizada em preparos culinários ou até mesmo junto ou no lugar de uma farofa.

O óleo da linhaça prensado a frio, é uma boa opção para ingerir maior quantidade do ômega 3 de uma vez e pode ser utilizado na hora do almoço, por exemplo, para temperar uma salada. Uma colher de sopa da semente, da farinha ou óleo da linhaça ao dia já são suficientes ao dia para se ter benefícios.


Linhaça marrom x Linhaça dourada


Em termos de benefícios nutricionais as duas são muito parecidas, algumas análises de composição química demostram que a linhaça marrom possui maior teor de alfa-tocoferol em relação a linhaça dourada. Quanto ao gosto, a linhaça marrom é um pouco mais amarga. Quando se leva em cosideração ao valor pago em cada tipo, as sementes da linhaça dourada são mais caras. Você pode optar por consumir apenas um tipo ou as duas, mas amabas trazem todos os benefícios para saúde.


Horário de funcionamento

Endereço

Email

(41) 99734-8607

Nos acompanhe nas

redes sociais

  • Facebook
  • Instagram

©2019 por Mega Taurus.